Remoto X Seguro!

Atualizado: Fev 4


A demanda por segurança da informação foi intensificada como consequência da adoção do home office e do home schooling. A transformação digital foi impulsionada pela necessidade de empresas e escolas adotarem rotinas baseadas em interações online/ remotas, através do uso de softwares para videoconferências, o que as tornaram mais expostas a ameaças digitais.


O que temos visto é que o ambiente físico das empresas não é o único cenário para as ameaças digitais se concretizarem. O uso de computadores não corporativos para fins empresariais põe em risco a governança de TI, uma vez que não há garantias que o usuário doméstico, mesmo sendo profissional da empresa, tenha seu equipamento em conformidade com as normas de segurança digital. O trabalho remoto demanda um esforço diferenciado em cibersegurança que inclui adoção de soluções de simples adoção e escaláveis.


Aprendemos com o isolamento social que nada melhor do que a realidade para tornar público os riscos que todos os profissionais de TI já conhecem. O distanciamento das pessoas mostra na prática que, quando o tema é cibersegurança, a infraestrutura de proteção é um esforço contínuo de preparos para conter ameaças iminentes que pairam na economia do século XXI.


3 visualizações0 comentário